Melhores opções de cada posição para a 12° rodada

0
2234

Dicas do Cartola – Salve, salve, galera! Chegamos com a famosa listona de melhores opções para a rodada no Cartola. A ideia aqui é, depois de muita pesquisa, selecionar algumas opções para vocês que ainda estão com dúvidas.  Bora lá conferir?

Quando acabar de ler este post, leia também:

TRÊS opções de capitães para você MITAR na 12° rodada
Análise dos jogos da 12° rodada
5 jogadores que você precisa escalar na 12° rodada

Lembrando que a ideia aqui é propor ideias, você deve sempre seguir suas convicções. Se copiar, amigo, o choro é livre! O mercado fecha nesta terça às 19h30

INSCREVA-SE RECEBA AS DICAS DO CARTOLA ANTES DE TODO MUNDO

[mc4wp_form id=”3529″]


Cartola dicas - Víctor Cuesta

Goleiros 

Fábio (Cruzeiro)

Se o Cruzeiro tem um dos piores ataques, sobretudo quando joga fora, pode se orgulhar de ter uma das melhores defesa do campeonato. Em seis jogos a Raposa sofreu apenas quatro gols, sendo que dois na última rodada.

Jogando contra o Paraná, Fábio tem grandes chances de manter o saldo de gols e quem saber colecionar algumas defesas e sair de campo com uma boa pontuação. Até aqui foram 15 dds na competição.

Jefferson (Botafogo)

Enfrentando um Atlético Paranaense que vive mal das pernas, jefferson tem tudo para, novamente, fazer a alegria dos cartoleiros. Até aqui foram 15 dds em nove jogos disputados.

Laterais

Nino Paraíba (Bahia)

Outro que raramente segura o saldo de gols, mas que sempre soma, no mínimo cinco pontinhos. Encarando o Corinthians, visitante que mais cede roubadas de bola, o lateral tem tudo para se destacar mais uma vez.

Podemos sim acreditar um saldo de gols, visto que o Timão é o time que menos finaliza entre os 40 times incluindo série A e B.

Moisés (Botafogo)

De desacreditado no Corinthians para peça fundamental no Botafogo, Moisés é um dos representantes do Glorioso na nossa lista nesta rodada. O Fogão recebe o Atlético Paranaense, uma das equipes mais inofensivas da competição.

Moisés é opção até para quem tem muitas cartoletas. O lateral soma 19 roubadas de bola em seis jogos e tem sido uma das válvulas de escape da Equipe Carioca. Se manter o SG, esperamos no mínimo 10.

Egídio (Cruzeiro)

O Paraná é o segundo mandante que mais cede bola neste campeonato. Já foram 115 jogando sob seus domínios. Egídio, por sua vez, é um dos maiores roubadores de bola da Raposa, com 24 em oito jogos.

A chance de saldo de gols é possível de ambos os lados. O Paraná sofreu apenas um gol nos últimos quatro jogos em casa. Enquanto isso, o Cruzeiro marca, em média, apenas 0.33 gols por jogo.

Júnior (Paraná)

Poucas pessoas olham para Júnior, mas o lateral tem sido um dos maiores ladrões de bola da posição. Com sete jogos disputados o lateral do Parará já soma 23 rb. Como disse, há chances de saldo de gols para os dois lados e Júnior aparece como ótima opção para a rodada.

Zagueiros

Víctor Cuesta (Internacional)

Um dos novos mitos do Cartola 2018, Cuesta já soma 39 roubadas de bola em nove jogos. O Internacional recebe o Vasco, que ainda não sabe o que é vencer fora de casa.

Cuesta é aquele jogador que pontua mesmo sem o saldo de gols. No entanto, o SG tem se tornado rotineiro quando o Inter joga em seu estádio. Ou seja, a chance dos cinco pontos são muito grandes.

Dedé (Cruzeiro)

Dos nove jogos que atuou, ajudou o Cruzeiro a sair com o SG em cinco. Nesta rodada o Cruzeiro, que decepcionou geral na última rodada, vai até Curitiba enfrentar o time Paraná.

Dedé é uma boa opção por conta de seu custo benefício. Raramente vai mal e suas chances de gols são sempre muito grandes, visto que o zagueiro é ótimo no ataque.

Igor Rabello (Botafogo)

Apostando em um possível saldo de gols do Bota, Igor Rabello se torna uma boa opção para a rodada. Forte no jogo aéreo, o zagueirão do Glorioso já acumula dois gols e 15 roubadas de bola na competição.

Bremmer (Atlético Mineiro)

Com média de duas roubadas de bola por jogo, Bremmer só saiu de campo com o saldo de gols em duas oportunidades neste Campeonato e jogando contra o Ceará terá a chance de ouro.

Custando pouco mais de C$ 6 o zagueiro do Galo é uma boa opção para aqueles que estão com os cofres vazios.

Meias

Gustavo Blanco (Atlético-MG)

Dispensa comentários. Decepcionou na última rodada, mas tem crédito, já roubou 49 bolas em 10 partidas e também já deu quatro assistências neste Brasileirão.

O Galo enfrenta o Ceará, que é frágil atuando longe de casa, o que deve ceder espaços para Blanco infiltrar na área e quem sabe desencantar no campeonato ou até mesmo dar mais uma assistência, além das já conhecidas roubadas bolas.

Diego Souza (São Paulo)

Meia no Cartola e de origem, Diego Souza vem, desde a época do Sport, jogando como camisa nove. Já marcou quatro gols e deu quatro assistências na competição. Na primeira vez que esteve nesta lista, Diego Souza anotou 16 pontos.

O camisa 9 do São Paulo volta porque o Tricolor recebe o Vitória, que só não levou gol do Corinthians jogando fora de casa. O Vitória é o time que mais cede gols para atacantes e Diego Souza tem grandes chances de deixar sua marca nesta rodada e fazer a alegria da galera.

Zé Rafael (Bahia)

Um dos mitos no Cartola FC em 2018, Zé Rafael volta a figurar nas nossas listas nesta rodada. Se joga em casa, ele está aqui.

O meio campo da Equipe Baiana costuma ter muitas roubadas de bola, e o principal nome neste quesito é Zé Rafael, que já acumula 26 até aqui e mais 35 faltas sofridas neste Brasileirão.

Zé terá pela frente o Corinthians, visitante que mais cede roubada de bolas para seus adversários. O meia do Time Baiano foi dica contra o Paraná, justamente porque o Time de Coritiba era o visitante que mais cedia rb. Resultado? Zé anotou 10 roubadas de bola, recorde do meia neste campeonato.

Andrey (Vasco)

O garoto gostou de aparecer aqui, jogou bem, deu alegrias a Seleção Total e terá mais uma oportunidade. Andrey do Vasco é aquela opção para você ficar mais uma vez de olho.

O garoto soma dois gols, uma assistência e 17 roubadas de bola em QUATRO JOGOS. Nesta rodada ele encara o Internacional, que cede 20 roubadas de bola aos seus adversários, em média, por jogo.

Serginho (América Mineiro)

Serginho é bem instável. Isso porque não garante seus pontos por roubadas de bola, foram somente 11 até aqui. No entanto, o meia se destaque, e muito, quando joga em casa. Por lá Serginho acumula média de 7.30 pontos por jogo.

Até aqui foram quatro gols e três assistências do meia que enfrentará a fraca defesa da Chapecoense, que sofre em média 2.5 gols por partida.

Corre por fora

Patrick (Internacional)

Só tem pontuado com gol. Sem gol sus média cai para três pontos.

Atacantes

Roger Guedes (Atlético-MG)

Teve um mal início de ano pelo Galo. No entanto, hoje é o grande destaque da Equipe Mineira, sendo o artilheiro do Campeonato Brasileiro e um dos jogadores mais participativos no ataque.

Artilheiro da equipe e do campeonato, líder de assistências e o jogador que mais finaliza no Brasileirão, Guedes é o jogador mais participativo e decisivo do Galo.

Atuando contra um Ceará que é muito frágil atuando longe de casa e que ainda não venceu no campeonato, nosso camisa 23 é mais uma vez ótima opção, visto que deve ter espaços para entrar na defesa cearense e aumentar seus números que são tão positivos.

Pedro (Fluminense)

Voltou o mito! Pedro participou de mais de 40% dos gols do Fluminense nesta temporada, você sabia? O menino está voando! Voltando de lesão, o camisa do Fluminense já deixou o dele contra o Galo, na última rodada.

O Fluminense vive um momento de instabilidade e dependerá muito de Pedro para retomar a boa fase do começo da Competição. Enfrentando o Santos, que sofre, em média, mais de 2 gols jogando fora, o camisa nove do Time das Laranjeiras tem grandes chances para marcar seu sétimo gol na competição. Ou deixar sua terceira assistência no Brasileirão.

Ricardo Oliveira (Atlético Mineiro)

Que que isso, Pastor? Está parecendo vinho. Quanto mais velho, melhor. Dez jogos, seis gols, quatro finalizações. Que dupla essa entre o Pastor e a Calopsita Loira.

Um dos últimos matadores do futebol brasileiro, Ricardo Oliveira aparece na lista, mesmo sendo um jogador dependente de gols para pontuar bem. Deve deixar sua marca novamente nesta rodada. Amém!

Willian (Palmeiras)

Depois de decepcionar milhares de cartoleiros que acharam mesmo que ele iria mitar (iludidos), Willian aparece em nossa lista, mesmo enfrentando o líder do Campeonato e melhor visitante, o Palmeiras.

Willian é o jogador que fica mais próximo do gol e certamente terá chances de gols. O Palmeiras tem jogado muita bola justamente quando os adversários são os melhores. Foi assim contra o Boca, Grêmio e contra o São Paulo, que vinha invicto na oportunidade.

Willian depende de gol, mas penso que é uma ótima APOSTA para esta rodada. E o melhor, desvalorizou quatro cartoletas (rindo com respeito de quem o escalou) e tem grandes chances de valorizar.

Kieza (Botafogo)

Tu escala e ele faz quatro pontos. Tu tira e ele mita. Eita, Cartola é complicado. O Furacão é a famosa mãe jogando fora de casa e é a equipe que mais cede finalizações para  os adversários.

Kieza é o famoso atacante letal. O atacante chutou seis vezes no gol e marcou cinco vezes. Bom, se chutar só três vezes neste duelo e o sucesso está garantido. O Atlético PR sofre, em média, um gol por partida jogando longe de Curitiba.

Corre por fora

Vinicius Júnior (Flamengo)

Não sei se você vive colocando o Vini de capitão quando ele joga no Maracã (fez só um gol lá) percebeu, mas o menino só pontua fora. Com média superior a oito pontos jogando fora do Rio, é ele que puxa os contra-ataques do Time Carioca. Pode ser uma aposta para sair fora da curva, visto que ele está esquecido nesta rodada.


Valeu, parças! Boa sorte nas escolhas! Tamo junto!

Por: Alisson Henrique

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here